A primeira tarefa que precisa ser definida para saber como transportar Costela-de-Adão é ter os tipos adequados de terra, tanto para o solo ideal, o seu pH e a textura. Por ser uma planta rústica, não precisa de cuidados extremos.

É fundamental que à terra seja fértil e rica em matéria orgânica. Para quem for cultivar em vasos, o ideal é estar adubado com composto orgânico, para fornecer todos os nutrientes que a planta necessita para seu crescimento.

Veja a seguir algumas dicas de como transportar Costela-de-Adão.

Ferramentas para como transplantar Costela-de-Adão

  • Pá para transplantar

É uma pá pequena, que pode ser estreita ou larga. Existe em vários materiais, desde fibra de vidro, aço ou alumínio. A principal função é colocar terra ou adubo nos vasos, ou jardins.

A pá mais estreita aos locais mais difíceis dos canteiros e a mais larga é mais adequada para colocar terra.

  • Pequeno garfo

Conhecido também como pequena enxada. A sua função é preparar o solo para a chegada da nova planta, serve também para a retirada de ervas daninhas e folhas secas, e ainda limpa a terra em torno das plantas e flores.

  • Forquilha

Essa ferramenta ajuda na retirada de raízes, e em como transplantar Costela-de-Adão caso precise dividir as suas plantas.

  • Luvas

As luvas vão ajudar a proteger as mãos durante todo o processo de manuseio da planta e para a mudança de vaso.

  • Transplantador

É uma ferramenta semelhante à pá que citamos acima, porém, ligeiramente mais estreito e com marcação de profundidade. É ideal para o momento da mudança das plantas de vaso, para ter uma noção mais adequada da profundidade necessária para o crescimento das raízes.

  • Carrinho de mão

Esse é um item para quem possui jardins extensos, e pode ajudar também na mudança das plantas nos próprios vasos, caso ela não estivesse bem adaptada em determinado parte do ambiente.

  • Por que transportar a planta

São vários os motivos, começando pelo desenvolvimento da planta, que pode não estar adequado naquele ambiente, surgimento de doenças, ou até mesmo um aumento de espaço para o possível crescimento dela.

Dicas para transplantar com segurança

A primeira dica de como transplantar Costela-de-Adão é ficar atento ao horário do dia, que pode interferir na mudança por causa da água, no fim do dia é o momento ideal, porque com temperaturas menores, se minimiza a transpiração da planta.

O solo precisa estar bem regado antes do transplante, se for possível, até vários dias antes. Também antes de transplantar a planta deve atar-se a folhagem e os caules, para facilitar o transporte e evitar estragos na planta.

Não deve se transplantar no seu período de crescimento ativo. E convém deixar o novo solo no mesmo nível do anterior.

Como transplantar Costela-de-Adão

Agora que sabemos como transplantar Costela-de-Adão e quais as ferramentas necessárias para essa tarefa, podemos ter todo o cuidado crucial e deixar a Costela-de-Adão tão vistosa quanto a mesma é.